Track name - Artist name
00:00 / 00:00

MUNDU

Cia. Mundu Rodá (SP), fundada em 2000 pelos artistas Juliana Pardo e Alício Amaral, possui um trabalho continuado de pesquisa que, desde seu surgimento, tem contribuído para um movimento das artes brasileiras contemporâneas que se pensam para além dos padrões eurocêntricos de criação e modos de produção. Vem construindo uma linguagem cênica própria a partir da observação, inter-relação e prática com as Danças Tradicionais Brasileiras e o Trabalho de Artistas Intérpretes, nas áreas do Teatro, Dança e Música. A partir de pesquisas de campo e intercâmbios com artistas de diferentes áreas, trabalhamos na criação de uma metodologia de preparação e encenação de artista intérprete que dialoga com as urgências e formas de nossa própria época e com os saberes ancestrais que constituem nossas fontes ativas. Os princípios físicos e energéticos que constituem as Danças Tradicionais Brasileiras, assim como o estudo biomecânico do corpo-brincador e dos diferentes elementos que o constituem, permeiam nossos trabalhos artístico-pedagógicos.

As criações da Mundu Rodá são, hoje, uma referência importante dentro e fora do Brasil pelo modo como articulam tradição e inovação; situam-se na zona de fronteiras entre as artes e, desta forma, rompem com as velhas dicotomias entre as linguagens e estilos, esboçando novas formas de expressões contemporâneas da arte brasileira, assim como na vasta atuação pedagógica que demarca o trabalho da Cia.

Atuando em todo território nacional e no exterior, estima-se que cerca de 100 mil pessoas experienciaram os trabalhos oferecidos pela Mundu Rodá ao longo de seus 20 anos de estrada.

 R

ODÁ

VISITE NOSSO ESPAÇO!

CASA MUNDU RODÁ

RUA SOUTHEY 106. VILA DON PEDRO (IPIRANGA) - SÃO PAULO

1/1
Últimas Notícias
AULAS DE RABECA ONLINE
com Alício Amaral

Manifesta Arte em Rede - de 01 a 15 de abril de 2020

 

 

Manifesta Arte em Rede - de 01 a 15 de abril de 2020

 

Festival de artes integradas reúne duzentos artistas para apresentações pela internet. O público paga o quanto quiser pelo ingresso através de uma vaquinha on-line, que ajudará pessoas que não tem recursos para se proteger durante a pandemia do COVID-19.

 

Manifesta Arte em Rede reúne artistas na luta contra o genocídio pelo COVID-19

 

Manifesta Arte em Rede, ação que será realizada pela internet de 01 a 15 de abril de 2020, arrecadando fundos para serem doados a instituições que atuam com quem está mais vulnerável durante a pandemia do COVID-19: pessoas em situação de rua, indígenas e famílias periféricas de baixa renda. 

 

Idealizado pela produtora cultural e assessora de imprensa Luciana Gandelini, a Manifesta Arte em Rede reunirá cerca de duzentos artistas da dança, circo, teatro, literatura, artes visuais, música, cultura popular, contação de histórias, audiovisual, se revezando entre apresentações, lives, exposições, entrevistas, download de livros, vídeo-clipes, podcasts, oficinas de marionetes, de ballet criativo para crianças, e muito mais.

 

Fazendo referência a uma tradição da arte de rua, os artistas vão passar o chapéu, que dessa vez precisará ser on-line. A platéia virtual pode acessar o link:  https://www.vakinha.com.br/vaquinha/manifesta-arte-em-rede e pagar pelas apresentações com o valor que quiser. E 80% do valor arrecadado será doado para instituições que estão na linha de frente na luta contra o genocídio pelo COVID-19. 

 

Entre as frentes que receberão o valor doado estão: Missão Belém, Arsenal da Esperança, Pastoral de Rua e Anjos da Sopa (Grande ABC), atuando com pessoas em situação de rua do centro de São Paulo, Mooca e Santo André-SP. A Terra Indígena Jaraguá, que lida com famílias indígenas e Unas Heliópolis, que atua com famílias de baixa renda. 

 

Além de conteúdos artísticos, a ação conta com uma consultoria jurídica da NANNINI & QUINTERO Advogados Associados que irá disponibilizar conteúdos técnicos atualizados sobre as Medidas Provisórias lançadas pelo Governo Federal.

 

“Não queremos romantizar a quarentena, pois entendemos que estar em casa durante uma pandemia é um direito básico que, em razão da precarização dos contratos de trabalho, tem contemplado uma ínfima parcela da sociedade. Queremos fazer uso da voz de artistas para chamar atenção para o cuidado com quem está mais vulnerável nesse momento. E convocar a população para somar forças. Nos colocamos a disposição para nos manifestar artisticamente pressionando os governantes a atuarem rapidamente para salvar a população.”- explica Luciana Gandelini, produtora da ação. 

 

Manifesta Arte em Rede acontecerá nas plataformas criadas no Facebook, Instagram e Youtube.

Facebook:

https://www.facebook.com/manifestaarteemrede 

 

Instagram:

https://www.instagram.com/manifestaarteemrede/

 

Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCC4mbg1PC_8jYaul52TFn2w

 

PROGRAMA ARTÍSTICO-PEDAGÓGICO MUNDU RODÁ

 

Formação de um NÚCLEO DE INVESTIGAÇÃO PRÁTICO E TEÓRICO voltado a 22 participantes com duração de 10 meses, e realização de um Experimento Cênico público.

Gratuito!

 

Mais do que oferecer uma mera instrumentalização técnica, o Programa Artístico-Pedagógico Mundu Rodá deseja criar um escopo humano e estrutural para a prática e reflexão dos princípios poéticos de uma cena de identidade brasileira.

A proposta é não apenas difundir um modo de trabalho desenvolvido pela Cia. Mundu Rodá mas também convidar outros criadores que, com princípio criativo análogo, desenvolvem também suas próprias metodologias criativas.

 

O programa pedagógico é voltado a artistas profissionais e estudantes das artes cênicas e propõe em seu desenvolvimento um mergulho nas matrizes culturais que continuem o povo brasileiro, não a fim de empreender qualquer espécie de síntese, mas de pensar uma criação que comporta a convivência das diferenças, uma forma de pensar o aprendizado teatral por meio da aceitação da multiplicidade que nos define culturalmente. Assim como ocorre nas manifestações artísticas tradicionais, a pedagogia adotada, conduzida pelos colaboradores convidados e fundadores da Mundu Rodá, buscará a interpenetração das linguagens, compreendendo voz, corpo, movimento e narrativa como facetas diversas de uma mesma unidade orgânica que rege a criação do artista em cena.

 

 Coordenação Pedagógica: Juliana Pardo e Alicio Amaral (Mundu Rodá).

                                                                    

 

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

 

1) A BUSCA DE CORPOREIDADES PARA O TRABALHO DE ATOR A PARTIR DE DANÇAS TRADICIONAIS BRASILEIRAS: estudo das formas de expressões cênicas tradicionais brasileiras, trabalho sobre o corpo, voz, máscaras, músicas e narrativas e a utilização destas para a criação cênica, além do estudo biomecânico das danças, onde serão abordadas as corporeidades que elas constroem, enfatizando as qualidades de energias que elas despertam.

Artistas Condutores: Juliana Pardo, Alicio Amaral e Cibele Mateus.

 

2) DEUSES QUE DANÇAM - ORIXÁS: aprofundamento na cultura negro – brasileira, tendo como base as sagradas danças dos orixás dos Candomblés do Brasil. 

Artistas Condutores: Wellington Campos e Alexandre Buda.

 

3) ENCONTROS MODULARES - TEÓRICOS E PRÁTICOS - COM ARTISTAS CONVIDADOS:

 

Primeiro Módulo - Março e Abril

  • Diásporas Africana no Brasil e Culturas Musicais Africanas no Brasil do Sec. XIX e XX: Estudos teórico sobre os Orixás, aprofundando conhecimentos históricos–sócio-culturais sobre povos de matrizes africanas.

Condutor: Saloma Salomão. 

 

Demais Módulos

 

  • Modos de Narrar sobre a Perspectiva Ameríndia: Conhecer e exercitar um modo de ser - sem distâncias entre o pensar e fazer e a riqueza apresentada pelas formas de narrativas ameríndias. 

Condutor: Antônio Salvador.

  • As Culturas Tradicionais na Cena Contemporânea: Trabalhos práticos e teóricos sobre o perspectivismo ameríndio e o trabalho da artista-intérprete.​

Condutora: Maria Thais.

 

  • Tambor do Divino - Canto e Toque Ritual: Aproximação e experiência sobre o canto ritual. Desenvolvimento e aprendizado técnico musical sobre as caixas do divino e os toques, e sobre o canto em grupo dentro da tradição.

​Condutora: Bartira Menezes.

 

OBS: No decorrer do projeto outros módulos serão integrados ao conteúdo programático.

 

 

5) MONTAGEM E APRESENTAÇÃO DE UM EXPERIMENTO CÊNICO com os participantes, como finalização do programa pedagógico com quatro apresentações previstas, abertas ao público.

 

6) EVENTO CHÃ DE DOIS: Encontro de coletivos artísticos na Casa Mundu Rodá, para trocar e partilhar com o público seus trabalhos criativos, baseados em estudos com as manifestações tradicionais e a criação artística.   

Destinado aos artistas da Mundu Rodá, aos colaboradores e participantes do Núcleo Artístico Pedagógico, e também aberto ao público.

 

 

 

INSCRIÇÕES

 

Para se inscrever os interessados deverão seguir duas etapas:

 

Primeira etapa - Formulario de Inscrição

Preencher formulário através do link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScl3D9w3XT9LILf_13iLSLTLTf_TXx1HcW-pvj6yXWJGFXohg/viewform?usp=sf_link

 

  • Nome completo

  • Data de nascimento

  • Telefone

  • E-mail

  • Carta de intenção

  • Currículo breve

 

Segunda etapa - Processo Seletivo: 

Através de três (03) encontros práticos com os artistas condutores. O não comparecimento em algum dos encontros implicará na desclassificação automática do candidato.

DATAS E PRAZOS

 

Inscrição até o dia 16 de fevereiro.

 

PROCESSO SELETIVO (Prático): Dias 25, 26 e 27 de Fevereiro de 2019.

Horário: Das 18h30 às 22h.

Local: CASA MUNDU RODÁ - Rua Southey nº106, Ipiranga, São Paulo -SP.

 

INÍCIO DAS AULAS: 11 de Março de 2019.

DIAS DE AULA: Segundas, Terças e Quartas, das 18h30 às 22h.

Término: Dezembro de 2019.

Duração: 10 (dez) meses.

Local: CASA MUNDU RODÁ - Rua Southey nº106, Ipiranga, São Paulo -SP.

 

 

FREQUÊNCIA

 

Requer disponibilidade para a presença frequente nas aulas três vezes por semana (SEGUNDA, TERÇA E QUARTA-FEIRA) durante dez meses, como parte fundamental da ética de trabalho  e para com os outros participantes.

 

 

Mais informações

fomentoarigos@gmail.com ou pelo Whatsapp 11 98298 8585

VEM CHEGANDO NOVIDADE!!!

 

Projeto: VIDA DE CÃO, CORAÇÃO DE HERÓI!
O rio que era Doce, azedou…


Em VIDA DE CÃO, CORAÇÃO DE HERÓI, a Mundu Rodá lança pela primeira vez seu corpo investigativo no universo infantil, apoiada em uma reflexão sobre o meio ambiente através de uma saga épica narrada por um cãozinho sobrevivente.
Nossa história é baseada num dos maiores desastres ambientais ocorridos no mundo - o desastre de Mariana, em Minas Gerais. 
Em 05 novembro de 2015, no município de Mariana, ocorreu o rompimento de uma das barragens da mineradora Samarco. O rompimento da barragem provocou uma avalanche de rejeitos de minérios de ferro, que devastou a comunidade rural de Bento Rodrigues. Em seguida essa lama tóxica avançou em direção ao Rio Doce, soterrando plantas, animais e toda vida aquática por onde passava, até chegar na foz do rio doce, onde a lama invadiu o mar na cidade de Regência, no Espírito Santo.
O projeto foi contemplado pelo EDITAL PROAC Nº 07/2017 – PRODUÇÃO DE ESPETÁCULO de ARTES CÊNICAS PARA PÚBLICO INFANTIL!

SINOPSE - VIDA DE CÃO, CORAÇÃO DE HERÓI
Um cachorro é surpreendido enquanto o vilarejo é inundado por uma torrente de lama tóxica. Sem sinais do resgate, o vira-lata decide embarcar em uma poltrona desmantelada e navegar pelo Rio Doce em busca de sua família da espécie “gente". No leito contaminado, recebe a bordo peixes desiludidos, índios Krenak e até um parente pustulento do futuro - moradores das margens do rio. Na sua trajetória, cheia de surpresas, aprende a lidar com tamanha tragédia. Até onde vai essa aventura enlameada?

 

FICHA TÉCNICA 
Juliana Pardo | Direção e Intervenção Cênica
Alessandro Toller | Dramaturgia e Texto
Alício Amaral | Atuação, Direção e Criação Musical 
Amanda Martins | Musicista e Criação Musical
Emilia Reily | Figurinos e Adereços
Giorgia Massetani | Cenografia e Ilustrações
Alicio Silva | Cenotecnia
Eduardo Albergaria | Desenho de Luz
Equipe Audiovisual: 
Ana Luisa Anker | Projeção de Imagem, Concepção e Animação. 
Paula Galasso | Direção de Arte. 
Pedro Brandão | Animação e Projeção Mapping
Alex Merino e Kalil Moreira (FIT360) | Treinamento Corporal 
Mariana Pardo e Deborah Penafiel | Produção
Mariana Pardo | Assessoria de Imprensa 
Alício Amaral | Arte Gráfica 
Luiz Cabral |Assessoria Artística
Elvis Presley | Cão Personal 

Programação:

 

Cabreúva
Data- 04.12
Hora- 08h30 / 14h30
Local- Centro de Cultura- Avenida Vereador José Donato, s/no, Bairro Vilarejo. Cabreúva – SP.

 

Cotia

COTIA-CES
Data- 05.12 
Hora- 10h30
Local- CES- Cotia Rod. Raposo Tavares, 7.200 (km 24) 
- Cotia - SP
OBS: nas dependências do Colégio Rio Branco.

 

Itaquaquecetuba
Data- 06.12
Hora- 09h / 15h
Local- EMEB Guilherme Donizete.

 

São Bernardo do Campo
Emeb Professor Claudemir Gomes
Data- 07.12
Hora- 10h30 / 14h
Local- Estr. da Pedra Branca, 854 - Montanhão, São Bernardo do Campo 

 

Osasco

CEU CAMILA ROSSAFA 
Data- 10.12 
Hora- 16h
Local- CEU DAS ARTES CAMILA ROSSAFA - Rua Nelson Mandela no 1313, Jd. Primeiro de Maio - Osasco-SP.

 

CEU DAS ARTES YOLANDA
Data- 11.12
Hora- 16h
Local - CEU DAS ARTES "YOLANDA APARECIDA AVELINO RIBEIRO" - R. São Judas Tadeu, 105-257 - Bonança, Osasco - SP.

SHOW - RABECA PRIMEIRA SONORA
ALÍCIO AMARAL
SESC PINHEIROS

ENCONTROS COM MESTRES
 com MESTRE INÁCIO LUCINDO

 

PREPARE O CORAÇÃO… E SUAS PERNAS! ENCONTROS COM MESTRES está de volta!

A CIA MUNDU RODÁ e o GRUPO MANJARRA recebem, mais uma vez em São Paulo, MESTRE INÁCIO LUCINDO do Cavalo Marinho Boi do Oriente - Camutanga/PE.

É ladeira é poeira, é samba é rojão
É sonora de rima, é catombo é baião
Ribaparêia rebata um baião
Poi'chegamo co'Inácio, confira a programação!!

 

Alô São Paulo! Agora em MAIO!!

Festa do Divino Espírito Santo de São Luiz do Paraitinga (SP)
Com Grupo Manjarra (SP) e Mestre Inácio Lucindo (PE).
Dia 19 de maio (sábado)
12h - Cantoria ao Meio-dia com Mestre Inácio Lucindo (PE) e Grupo Manjarra (SP), pelo centro da cidade.
20h - Sambada com Mestre Inácio às 20h, em frente à Igreja das Mercês.

Mestre Inácio Lucindo e Grupo Manjarra no Espaço Cachuera! 
Dia 20 de maio (domingo) ) | 16h
Um dos grupos convidados no dia do Levantamento do Mastro | 19a Festa do Divino Espírito Santo da Família Menezes e Espaço Cachuera!
Entrada franca.

Oficina “Poesia e Toadas na Tradição do Cavalo Marinho de Mestre Inácio Lucindo”
Em foco o trabalho sobre as formas musicais - cantadas e tocadas - do Cavalo Marinho de Mestre Inácio Lucindo. Estudo sobre as diferentes toadas (soltas, de alevante, de figuras, de tombo e de rojão), o canto e toques de instrumentos (pandeiro, bage e mineiro).
Dia 21 de maio (segunda) | 16h às 19h
Local: Casa Mundu Rodá (Ipiranga-SP)
Colaboração: R$30,00 / pessoa.
VAGAS LIMITADAS!
ATENÇÃO: Inscrição somente pelo e-mail producaomunduroda@gmail.com indicando nome e telefone para contato.

Encontros com a História - Aula Espetáculo “A Vida Vivida e Envolvida no Cavalo Marinho - Mestre Inácio Lucindo”.
Com Mestre Inácio Lucindo do Cavalo Marinho Estrela do Oriente (PE) e Cia Mundu Rodá (SP).
Dia 22 de maio (terça) | 18h às 21h
Local: CRD | Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo.
A trajetória de vida de Mestre Inácio junto ao brinquedo, num encontro prático e teórico através da poética do artista, de sua arte de fazer versos e da crítica social manifestada/presente na brincadeira, em perspectiva histórica.
O objetivo do encontro será compartilhar, com o público, o conjunto de procedimentos que constituem esta tradição cênica e sua força de expressão, que percorre caminhos entre a dança, o teatro e a música.
A aula-espetáculo será dividida em três partes: na primeira, o público será convidado para uma experiência prática da dança (trupés, roda de mergulhão e evoluções da Galantaria) e do canto (toadas) presentes no Cavalo Marinho. Em seguida, Mestre Inácio Lucindo e integrantes da Cia. Mundu Rodá apresentarão loas, toadas e figuras mascaradas, além de pequena mostra de registros audiovisuais do brinquedo (do acervo da Cia. Mundu Rodá). No fechamento, um diálogo com o público sobre a resistência das tradições populares e sua inserção nas artes cênicas contemporâneas.
Entrada franca.


SOBRE MESTRE INÁCIO LUCINDO
Inácio Lucindo da Silva, Mestre Inácio, tem 81 anos, nasceu no Engenho Paraná, município de Aliança/PE. A primeira vez que viu e brincou em um Cavalo Marinho foi com 9 anos de idade. Em pouco tempo já mestrava o brinquedo e se criou na pisada, na poesia e fantasia do Cavalo Marinho, ao mesmo tempo em que trabalhava no pó, pirão e peia da cana de açúcar. Montou seu Cavalo Marinho Estrela do Oriente, ativo até hoje na cidade de Camutanga/PE. Narrador nato, conduz com maestria a poética do brinquedo, revelando a sua potência de expressão. Vida envivida no Cavalo Marinho. É padrinho do Grupo Manjarra, fundado em 2004 em São Paulo, por Juliana Pardo e Alício Amaral. Desde então, ministra oficinas, apresentações e palestras - no estado de São Paulo com a Cia. Mundu Rodá e o Grupo Manjara - sobre o universo fantástico do Cavalo Marinho Pernambucano, uma tradição brasileira que resiste aos tempos e que revela em seu enredo a luta dos trabalhadores dos canaviais brasileiros.

SOBRE O INTERCÂMBIO COM MESTRES DE CAVALO MARINHO em SP!
A CIA. MUNDU RODÁ e o GRUPO MANJARRA promovem em São Paulo mais um encontro com a participação de Mestres de Cavalo Marinho de Pernambuco. Realizar estes intercâmbios tornou-se nossa missão e tradição. Evento "ponta de lança" que vem resistindo e conquistando espaços e corações em SP há 14 anos! As ações com mestres da tradição popular promovidas pela Mundu Rodá e Grupo Manjarra são ações formativas, interativas e abertas ao público. E são afirmativas da beleza e da importância da arte dos Mestres da cultura popular tradicional brasileira.

Cia Mundu Rodá e Grupo Manjarra.

Foto - divulgação Mestre Inácio: Panamérica Filmes.

Espetáculo ARIGÓS
Teatro Paulo Eiró e Casa Mundu Rodá 

1/1

PROJETO ARIGÓS

ENCONTROS E ABERTURA DE PROCESSO CRIATIVO

 

 

É com imensa alegria que anunciamos o primeiro ciclo de Encontros e Abertura de Processo Criativo do projeto de pesquisa e montagem ARIGÓS, contemplado pelo Prêmio Zé Renato de Teatro para a cidade de São Paulo.
Venham e acompanhem nossa programação!

Inspirados pelos Arigós, também conhecidos como Soldados da Borracha, personagens quase desconhecidos da nossa história, a Mundu Rodá, imersa num processo de migração criativa, parte do nordeste do Brasil em direção a Amazônia. 

Os Ciclos da Borracha levaram milhares de nordestinos a deixar o sertão para trabalhar nos seringais amazônicos. Em busca do paraíso perdido, o governo brasileiro deslocou um grande contingente humano, que culminou num verdadeiro genocídio, transformando a floresta num inferno verde.

Em Outubro a CasaMunduRodá abre as portas para compartilhar:

A Experiência do Registro Audiovisual no Sudoeste do Pará
Encontro com Marcelo Eme - Documentarista e diretor de fotografia na Panamérica Filmes | São Paulo (SP)
13 de outubro | sexta 19h

A Margem da História 
Abertura de Processo Criativo
Estudo Cênico a partir da obra inacabada de Euclides da Cunha: Um Paraíso Perdido

Com Cia. Mundu Rodá.
29 de outubro | domingo 18h

A Ilusão do Paraíso Perdido 
Fortuna e Perdição na Amazônia Acreana
Encontro com Marcos Vinicius Neves - Historiador e Arqueólogo | Rio Branco (AC)
29 de outubro | domingo 19h30

Serviço:
Ciclo de Palestras - Projeto ARIGÓS - MUNDU RODÁ
Onde: Casa Mundu Rodá.
Endereço: Rua Southey, n106, Ipiranga (metrôs próximos: Alto do Ipiranga e Santos - Imigrantes | linha verde).
Gratuito!

*Projeto contemplado pela 3ª edição do Prêmio Zé Renato de Teatro para a cidade de São Paulo


QUEM QUER FAZER AULA DE RABECA?

OFICINA DE RABECA 

Toque, Traquejo e Toada

no SESC VILA MARIANA

 

A oficina proporciona o encontro prático e teórico com o universo sonoro da rabeca - instrumento de arco usado em diversas manifestações populares brasileiras. Em foco, o recorte sobre os toques de rabeca do Cavalo Marinho da Mata Norte Pernambucana e do Fandango do Litoral Sul Paulista.
A metodologia vem sendo desenvolvida pelo rabequeiro Alício Amaral a partir de estudos com mestres rabequeiros de diferentes estados do Brasil e da prática em manifestações populares.

Com Alício Amaral, da Cia. Mundu Rodá.

Público alvo: rabequeiros, educadores interessados na iniciação prática em rabeca, e músicos com conhecimento em instrumento de arco. Necessidades: cada aluno deverá trazer seu próprio instrumento (rabeca ou violino).

Serão disponibilizadas 05 rabecas para 05 alunos que eventualmente não possuem instrumento.

Vagas limitadas. Inscrições na Central de Atendimento, a partir de 18/7 (credencial plena) ou 25/7 (demais interessados e credencial plena).
Sala 4, 6º Andar - Torre A

Mais informações no link abaixo!
 

Olá Amigos! 
RABECA PRIMEIRA SONORA é o meu primeiro CD autoral. Nele proponho uma imersão ao universo sonoro da RABECA, e a apresentação deste riquíssimo instrumento musical, suas potencialidades musicais, poesia, timbres e sotaques. Tantos Brasis num só pedaço de madeira! 

Divirtam-se e apreciem som por som - RABECA PRIMEIRA SONORA!!!
Abraços! 
Alicio Amaral

CIA. MUNDU RODÁ 
CIA. MUNDU RODÁ 

Olá Amigos! Com muita alegria participamos do “Encontro 2015 - Os Laboratórios Históricos e a Reinvenção da Interpretação no Brasil, a partir de seus fazedores”, no Instituto de Artes da UNESP! Grato pelo lindo encontro!

 

Agora, a Cia. Mundu Rodá segue a todo vapor com o espetáculo

DONZELA GUERREIRA!

 

Próximas paradas:

 

Festival de Teatro Velha Jona Primavera do Leste -MS (dia 10/11)

Mostra Sesc Cariri de Culturas - CE (dia 14/11)

Encontros Possíveis - Alta Floresta - MT (dia 30/11)

Festival de Teatro da Amazônia Mato-Grossense - MT (dia 01 e 02 /12).

 

Em Dezembro aguardem novidades na Casa Mundu Rodá em São Paulo!!

Grande abraço para todos e até breve!

Donzela Guerreira

Mostra Sesc Cariri 2015

SAMBADA DE CAVALO MARINHO
com MESTRE BIU ALEXANDRE e GRUPO MANJARRA

SAMBADA DE CAVALO MARINHO com MESTRE BIU ALEXANDRE e GRUPO MANJARRA

 

DOMINGO DIA 25/10!! Faça chuva ou faça Sol, segure a pisada, suba a ladêra, levante a puêra, caia no samba, solte o trupé, sustente o rojão, com alegria no coração, na sonora de um baião, espalhe a notícia no ar e venha sábado brincar!

 

QUANDO: Domingo dia 25/10. GRÁTIS!

QUE HORAS: Aula Aberta as 16h! Início da SAMBADA as 17h!

ONDE: Praça Pinheiro da Cunha - Bairro Ipiranga.

IMPORTANTE SOBRE O LOCAL: A praça é um pouco grande, portanto um ponto de referencia para o local da Sambada é a rua Rua Salvador Simões, no terreiro perto dos equipamentos de ginástica da praça. Desde a saída do metrô Santos Imigrantes haverá cartazes indicando o local. 

METRÔ PRÓXIMO: Santos-Imigrantes (linha verde).

 

E SE CHOVER?

 Se chover a Sambada será realizada na sede da Cia. Mundu Rodá, ao lado do local da apresentação, na Rua Southey, nº 106.

 

SOBRE O SAMBA, PARÊIA!

 

A CIA. MUNDU RODÁ e o GRUPO MANJARRA promove mais um encontro mensal com a participação de Mestres de Cavalo Marinho de Pernambuco! O "Samba Parêia!” é um encontro interativo aberto ao público sobre a brincadeira do Cavalo Marinho. Preparem as pernas que o é samba quente! Figuras, sonora solta e muita dança garantida. Já é nossa tradição, evento "ponta de lança" que vem resistindo e conquistando espaços, seguidores e corações ao longo de 11 anos de brincadeira em São Paulo

Nesta edição especial, receberemos Mestre BIU ALEXANDRE do Cavalo Marinho Estrela de Ouro de Condado-PE. Mestre Biu Alexandre, começou a botar figura aos 13 anos. Em 1979, fundou o Cavalo Marinho Estrela de Ouro e hoje comemora o fato de ter os filhos e netos envolvidos no brinquedo. Hoje é dos grupos mais ativos de Pernambuco.

 

Muita festa em comemoração aos 15 anos da Cia. Mundu Rodá! Você é o principal convidado nesta grande festa! Venha celebrar com a gente!

SAMBADA DE CAVALO MARINHO
com MESTRE INÁCIO LUCINDO e GRUPO MANJARRA

Memórias da Mata Norte

 
Teaser do documentário "Memórias da Mata Norte", projeto que narra a trajetória dos 15 anos da Cia Mundu Rodá.
 
EM BREVE!

Produção: Panamérica Filmes
Co-Produção: Cia. Mundu Rodá
Mundu Rodá
SHANGHAI -CHINA
Novembro 2014
 
Após intenso trabalho a Mundu Rodá (São Paulo) acaba de retornar de Shanghai (China) onde teve a honra de participar do evento "A New Exploration into Traditional Techniques”, um projeto entre a Shanghai Theatre Academy e o ISTA (School of Theatre Anthropology), idealizado por Eugênio Barba do Odin Teatret (Dinamarca). Representada pelos brasileiros Alício Amaral e Juliana Pardo, a Mundu Rodá apresentou técnicas para o trabalho de Ator/Dançarino que vem desenvolvendo a partir de tradições brasileiras, além de demonstrações de suas obras artísticas.
O trabalho teórico e técnico, dirigido por Eugenio Barba, envolveu reuniões e manifestações de natureza prática e comparativa a partir da perspectiva da antropologia teatral.
Com a participação de I Wayan Bawa- Bali; Jinju performers from Shanghai Theatre Academy - China; Modern dance performers from Shanghai Theatre Academy - China; Alício Amaral e Juliana Pardo - Cia. Mundu Rodá -São Paulo|Brasil; e Atores do Odin Teatret, Holstebro -Dinamarca.
 
FILO 2014
Espetáculo ESTRADA
Londrina -PR
dia 04 e 05 de SETEMBRO - 21h
www.filo.art.br
MIT- João Pessoa Encena
Espetáculo DONZELA GUERREIRA
João Pessoa-PB
dia 14 de SETEMBRO - 21h
www.mitpb.com.br
Samba Parêia!
Boi Manjarra e Mestres do Cavalo Marinho Pernambucano
Casa Amarela | Rua Consolação n. 1075 | Centro | São Paulo-SP
dia 30 de Agosto - 18h às 22h
 
  • Facebook App Icon
  • Blogger App Icon
  • YouTube Classic
Donzela Guerreira

Foto: Roberta Guimarães